SE GOSTOU SIGA O BLOG

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Estudo da USP embasa lista dos 10 maiores sites de "falsas notícias" no Brasil


Alexandre Aprá*

Um levantamento feito pela Associação dos Especialistas em Políticas Públicas de São Paulo (AEPPSP), com base em critérios de um grupo de estudo da Universidade de São Paulo (USP), identificou os maiores sites de notícias do Brasil que disseminam informações falsas, não-checadas ou boatos pela internet, as chamadas notícias de "pós-verdades".

estudou da AEPPSP utilizou os critérios do "Monitor do Debate Político no Meio Digital" - criado por pesquisadores da USP -, uma ferramenta que contabiliza compartilhamentos de notícias no Facebook e dá uma dimensão do alcance de notícias publicadas por sites que se prestam ao serviço de construir conteúdo político "pós-verdadeiro" para o público brasileiro.

Não são sites de empresas da grande mídia comercial, tampouco veículos de mídia alternativa com corpo editorial transparente, jornalistas que se responsabilizam pela integridade das reportagens que assinam, ou articulistas que assinam artigos de opinião.

Tratam-se de sites cujas "notícias" não têm autoria, são anônimos e estão bombando nas bolhas sociais criadas pelo Facebook e proliferam boatos, calúnias, difamações e até correntes de WhatsApp.

Características em comum
Todos os principais sites que se encaixam no conceito de "pós-verdade" no Brasil possuem algumas características em comum:

1. Foram registrados com domínio .com ou .org (sem o .br no final), o que dificulta a identificação de seus responsáveis com a mesma transparência que os domínios registados no Brasil.
2. Não possuem qualquer página identificando seus administradores, corpo editorial ou jornalistas. Quando existe, a página 'Quem Somos' não diz nada que permita identificar as pessoas responsáveis pelo site e seu conteúdo.
3. As "notícias" não são assinadas.
4. As "notícias" são cheias de opiniões — cujos autores também não são identificados — e discursos de ódio (haters).
5. Intensiva publicação de novas "notícias" a cada poucos minutos ou horas.
6. Possuem nomes parecidos com os de outros sites jornalísticos ou blogs autorais já bastante difundidos.
7. Seus layouts deliberadamente poluídos e confusos fazem-lhes parecer grandes sites de notícias, o que lhes confere credibilidade para usuários mais leigos.
8. São repletas de propagandas (ads do Google), o que significa que a cada nova visualização o dono do site recebe alguns centavos (estamos falando de páginas cujos conteúdos são compartilhados dezenas ou centenas de milhares de vezes por dia no Facebook).

Produtores

Os produtores de "pós-verdades" mais compartilhados nas timelines dos brasileiros são os seguintes:

* Ceticismo Político: http://www.ceticismopolitico.com/
* Correio do Poder: http://www.correiodopoder.com/ 
* Crítica Política: http://www.criticapolitica.org/ 
* Diário do Brasil: http://www.diariodobrasil.org/ 
* Folha do Povo: http://www.folhadopovo.com/ 
* Folha Política: http://www.folhapolitica.org/ 
* Gazeta Social: http://www.gazetasocial.com/ 
* Implicante: http://www.implicante.org/ 
* JornaLivre: https://jornalivre.com/ 
* Pensa Brasil: https://pensabrasil.com/

Uma pesquisa mais profunda poderá confirmar a hipótese de que algumas destas páginas foram criadas pelas mesmas pessoas, seja por repercutirem "notícias" umas das outras, seja por utilizarem exatamente o mesmo template e formato.

Distribuição
Todos esses sites possuem páginas próprias no Facebook mas, de longe, os sites com mais "notícias" compartilhadas são o JornaLivre e Ceticismo Político, que contam com a página MBL - Movimento Brasil Livre como seu provável principal canal de distribuição, e o site Folha Política, que conta com a página Folha Política para distribuir suas próprias "notícias". Ambas as páginas possuem mais de um milhão de curtidas e de repercussões (compartilhamentos, curtidas, etc.) por semana realizadas por usuários do Facebook.

O que é "Pós-verdade"?

O jornal eletrônico Nexo fez uma reportagem explicando o conceito de pós-verdade (https://goo.gl/iYgOSp). Seguem alguns destaques:

"Anualmente a Oxford Dictionaries”, departamento da University of Oxford responsável pela elaboração de dicionários, elege uma palavra para a língua inglesa. A de 2016 foi “pós-verdade” (“post-truth”).

Para diversos veículos de imprensa, a proliferação de boatos no Facebook e a forma como o feed de notícias funciona foram decisivos para que informações falsas tivessem alcance e legitimidade. Este e outros motivos têm sido apontados para explicar ascensão da pós-verdade.

Plataformas como Facebook, Twitter e Whatsapp favorecem a replicação de boatos e mentiras. Grande parte dos factóides são compartilhados por conhecidos nos quais os usuários têm confiança, o que aumenta a aparência de legitimidade das histórias.

Os algoritmos utilizados pelo Facebook fazem com que usuários tendam a receber informações que corroboram seu ponto de vista, formando bolhas que isolam as narrativas às quais aderem de questionamentos à esquerda ou à direita." (Com informações da AEPPSP)

Nota Metodológica 

A AEPPSP publicou, após o post, uma nota metodológica explicando os critérios para a aferição dos sites. Confira:

O mapeamento de sites que têm perfil de produção de notícias falsas e que contam com ampla distribuição em páginas do Facebook aqui realizado baseou-se nos oito critérios abaixo elencados e na lista de fontes utilizadas pelo Monitor (que não tem qualquer responsabilidade por estudos derivados dos dados que eles publicam, vale reforçar).

O principal critério utilizado foi o anonimato, mas não o único. Pareceu-nos um bom critério: "Constituição Federal, Art. 5º, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo VEDADO O ANONIMATO;".

Catalogamos todos os sites listados pelo Monitor nas categorias imprensa e comentário alternativo de esquerda e de direita e então, dentre aqueles cuja responsabilidade pelos conteúdos publicados não é possível de ser identificada (os sites e/ou as matérias são anônimos), aplicamos os demais critérios.

Isto não quer dizer que sites autorais estejam livres de produzir notícias falsas, tampouco que sites cujos autores preferem não se identificar não possam produzir material honesto e de qualidade jornalística.

Para evitar distorções e qualquer viés neste estudo ainda inicial, preliminar, ampliaremos a listagem inicial com TODOS os sites mapeados seguindo unicamente o critério de ANONIMATO, e nenhum outro.

Deste modo, entendemos que pesquisas mais refinadas possam ter neste nosso mapeamento uma fonte de inspiração. Compartilhamos aqui uma planilha online para dar a máxima transparência deste levantamento que, reforçamos, ainda é bastante preliminar e pode ser aprimorado por qualquer pesquisador interessado no assunto.

Finalmente, lamentamos por quaisquer incompreensões e distorções derivadas deste mapeamento e estamos abertos para aprimorá-lo. Nosso objetivo é contribuir com todos aqueles que estão empenhados na luta para que a Internet brasileira seja um espaço democrático e livre — livre, inclusive, de haters, de discursos de ódio e de notícias falsas.

Lista com os 17 sites ANÔNIMOS mapeados, ordenados em ordem alfabética e sem outros filtros:

* Ceticismo Político: http://www.ceticismopolitico.com/ 
* Click Política: http://clickpolitica.com.br/ 
* Correio do Poder: http://www.correiodopoder.com/ 
* Crítica Política: http://www.criticapolitica.org/ 
* Diário do Brasil: http://www.diariodobrasil.org/ 
* Folha do Povo: http://www.folhadopovo.com/ 
* Folha Política: http://www.folhapolitica.org/
* Gazeta Social: http://www.gazetasocial.com/ 
* Implicante: http://www.implicante.org/ 
* JornaLivre: https://jornalivre.com/ 
* PassaPalavra: http://www.passapalavra.info/ 
* Pensa Brasil: https://pensabrasil.com/ 
* Política na Rede: http://www.politicanarede.com/ 
* Pragmatismo Político: http://www.pragmatismopolitico.com.br/ 
* Rádio Vox: http://radiovox.org/ 
* Rede de Informações Anarquista: https://redeinfoa.noblogs.org/ 


*Alexandre Aprá é jornalista, editor do blog Isso É Notícia

39 comentários:

  1. Gostei. Sempre éfbom saber a veracidade das notícias que andam pela rede. Quando fazemos a mentira parecer verdafe não estamos sabendo usar a liberdade de expressão para o bem da democracia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia soaresp7

      Agradeço sua visita ao meu blog e sua participação neste espaço de interação.

      Infelizmente a maior parte da mídia, e isso é a nível de mundo e com raríssimas exceções, não se comprometem em difundir somente a realidade dos fatos. 99% delas são patrocinadas por verbas de empresas que possuem muito interesse em que certas verdades sejam mascaradas, escondidas ou deturpadas.

      Abração

      Excluir
    2. Mídia não é Jornalismo.
      Midia é o veículo dentro do qual está uma informação que pode ou não ser falsa.
      Associar Jornalismo à mídia, qualquer mídia, é um erro crasso.

      Excluir
    3. Bom dia JoRgE rEIS.

      Agradeço sua visita e réplica à minha resposta direcionada para o soaresp7.

      Quando citei a expressão 'MÍDIA' na resposta acima, fiz referencias exatamente ao canal de distribuição das informações e não especificamente ao jornalismo. Pois seria de fato um erro crasso.

      Abração

      Excluir
  2. Implicante e Pragmatismo Político são anônimos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Marcos Bicalho.

      Primeiramente quero agradecer sua visita ao meu blog e sua participação.

      Quanto ao Implicante e o Pragmatismo Político serem anônimos a resposta é não. Clicando nos links acima você poderá acessa-los.

      Abração

      Excluir
    2. E por que está na lista dos anônimos?

      Excluir
    3. Bom dia Michael.

      Agradeço sua nova visita e réplica á minha resposta.

      Eu não fui claro na resposta anterior, na verdade minha resposta foi confusa. A expressão 'ANONIMO' usada para adjetivar estes sites faz referencias ao endereço eletrônico que eles usam. No caso domínio .com ou .org (sem o .br no final).

      Abração

      Excluir
    4. Pelo que entendi, existe um equivoco. O pragmatismo político e a click política, não são anônimos, mas aparecem como sites difusores de notícias falsas. Qual a verdade sobre esta notícia?

      Excluir
    5. Bom dia, Humberto Guanais.

      Agradeço sua visita e participação.

      Na relação dos sites listados acima, segundo o autor do estudo, ou seja, a AEPPSP, estão todos os principais sites que se encaixam no conceito de "pós-verdade" no Brasil, e eles possuem algumas características em comum. Pode ser que no caso dos sites que você sugere como não sendo anônimos, pois seus autores assinam as postagens, eles se encaixam em algum dos outros sete critérios utilizados.

      Abraço

      Excluir
  3. Respostas
    1. Bom dia Galeria do Rocky Symphonyc.

      Agradeço sua visita, seu apoio e participação.

      Abração

      Excluir
  4. So tem mentira.O pior, tem gente que acredita e defende. Que ponto chegamos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Targino Silva.

      Agradeço sua visita e participação.

      Pode estar certo disso meu caro. A maioria acredita e defende essas fontes nada confiáveis.

      abração

      Excluir
  5. Só faltou os nomes dos pesquisadores da USP, mais fake impossível, aahahahha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia nicuri.

      Agradeço sua visita e participação.

      Não sei se você percebeu, mas a minha postagem é datada de 17/01/2017 e tive o cuidado de colocar, logo no inicio, o link de onde havia originado as informações. Observe que no inicio do primeiro parágrafo onde lê-se "Um levantamento feito pela Associação dos Especialistas em Políticas Públicas de São Paulo (AEPPSP)..." a expressão está associada ao tal link, link esse que repetirei aqui AEPPSP para que você confira o porque de a pesquisa ter sido tirada do ar.

      Abração e ao inteiro dispor



      Excluir
  6. Porque só colocou os sites com uma posição política igual? eu vim aqui procurando uma lista séria, e pelo que estou sabendo essa "estudo" nunca existiu, então por mais que vários ali sejam verdade como fake news, como o PensaBrasil, não tem considerar esse texto como algo sendo também um fake news, isto é, inclua seu blog nesse lista Vulpi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Ronaldo Marcos.

      Agradeço sua visita e participação aqui neste espaço democrático.

      A listagem com os sites discriminados acima, é o resultado de um estudo feito pela Associação dos Especialistas em Políticas Públicas de São Paulo (AEPPSP), e não por mim. Logo, não posso ser responsabilizado por ela.

      E o estudo. existiu sim. Se você observar perceberá que minha postagem é datada de 17/01/2017. Naquela data o estudo, com as devidas regras utilizadas, constavam disponíveis no site da instituição, porém, passados menos de 2 meses, houve uma "pressão" e os estudos tiverem que ser retirados do ar. confira no site oficial (colarei o link no final) a resposta que a Associação está dando para a sociedade. AEPPSP

      Ao dispor.

      Excluir
  7. Dag Vulpi, a matéria é interessante e o conteúdo esperado. Pensei: que bom que alguém pesquisou e publicou isso.

    Mas, para não incorrer no mesmo de publicar notícias falsas, conferi esta página e as fontes que indica, como faço agora antes de compartilhar.

    Houve mal entendidos por parte da AEPPSP que teria realizado o estudo. Clicando nos links mesmo que vc disponibilizou há mensagens de retratação. O Monitor do Debate Político no meio digital publicou nota tentando esclarecer e o estudo não está disponível. Assim, apesar de ser muito óbvio que esses sites listados realmente são grandes propagadores de fake news e tem mesmo estas características, aqui também temos problemas nos baseando em uma fonte que se desdisse.

    Claro que isso deve ter ocorrido entre o hiato da sua publicação em janeiro até agora, no começo de março. Mas assim agora fica parecendo que a informação sobre sites de notícias falsas também é falsa, pois está sendo compartilhada enquanto a fonte (relatório de pesquisa) sumiu ou não existe.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia João Damasio.

      Agradeço sua visita e sua brilhante participação neste espaço para interatividade.

      Afirmo-lhe que tive o cuidado de, antes de fazer a postagem, conferir as informações, como faço com todas as minhas postagens. Porém, como o amigo bem observou, passados quase dois meses e por motivos não justificados, eu tenho minhas desconfianças de quais foram, a Associação que fez o estudo tirou-a do ar e, no seu ligar, publicou uma justificativa. A justificativa pode ser conferida clicando neste endereço: AEPPSP

      Certamente que, ao ler a justificativa o amigo entenderá o porque de o estudo ter sido tirado do ar.

      Sempre preocupado em disseminar a verdade!

      Abração e sempre à disposição

      Excluir
  8. Achei interessante a notícia. Você poderia disponibilizar as fontes usadas para confirmar esse levantamento? Eu entrei no site da AEPPSP e não encontrei nada relacionado a isso,o que não significa é claro que o seu post é uma mentira,mas é sempre bom confirmar pois como o levantamento até "critica",existem muitas notícias falsas na internet,exigindo então um olhar mais cético da coisa.

    Grato,Arthur.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Arthur Paixão

      Agradeço sua visita e participação neste espaço de interatividade.

      Quanto a disponibilizar as fontes usadas eu já havia tomado este cuidado, elas estão acessíveis clicando nas palavras em cor destacadas inseridas no conteúdo do texto. Porém, como o amigo também tomou o cuidado de conferir o site da AEPPSP antes de fazer seu comentário e nada encontrou, lembro que há um hiato entre a data da minha postagem, 17/01/2017, data em que obtive as informações e ontem, 08/03/2017, data do seu comentário, Ocorre que nesse período muita coisa aconteceu, uma delas foi a retirada, por parte da AEPPSP, das informações que embasavam o estudo e a publicação de uma nota de esclarecimento, onde a Instituição “justifica” a retirada do estudo. Eu somente não retirei minha postagem do ar por ter feito uma leitura dos fatos, leitura essa que poderá ou não ser convergida com sua interpretação dos fatos.

      De toda a forma eu estarei republicando a Nota de Esclarecimento da AEPPSP
      no meu blog, para que todos os meus leitores possam tirar suas próprias conclusões.

      Abração e ao inteiro dispor

      Dag Vulpi

      Excluir
  9. O intuito dsses sites é confundir e disseminar o ódio. Acredito que todo o site de noticias falsas ou de meias verdades devem ter um financiamento por parte dos interessados e creio que faz parte da estratégia da NOM. Os meios de comunicação. seja ele qual for. é utilizado como arma estratégica e se encontram em todas as plataformas, desde as televisões e rádios até ao watsap...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia meu caro marcosvela

      Agradeço sua visita ao meu blog e sua participação neste espaço democrático de interação.

      Concordo com você, infelizmente as informações estão sendo transmitidas de forma a causar mais desinformação que informação. O mal nisso é que muitos, os menos avisados, estão formando sua conscientização politica com base neste tipo de informação.

      Abração.

      Dag Vulpi

      Excluir
    2. Se você conhecesse os sites citados concordaria com a matéria....

      Excluir
  10. Gente, e isto?

    http://www.boatos.org/politica-2/usp-lista-10-maiores-noticias-falsas.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Rogério Muraro

      Agradeço sua visita ao meu blog e sua participação.

      Todo esse imbróglio envolvendo a USP, representada por sua Associação AEPPSP o site que você sitou acima e a postagem do meu blog, resultou numa nota de esclarecimento da AEPPSP que pode ser conferida aqui> AEPPSP, observe nos comentários, que derivaram da nota, que você entenderá o que está acontecendo.

      Abração e ao inteiro dispor

      Dag Vulpi

      Excluir
  11. Interessante que a lista só tem sites que direita.. a esquerda é santinha... Não posta inverdades nem assalta o país.. tão injustiçada.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Vinicius Petrolli.

      Agradeço sua visita e participação aqui neste espaço democrático de interação.

      Colarei abaixo a resposta da própria AEPPSP na sua página no Facebook, para uma resposta idêntica a sua, confira:

      Associação dos Especialistas em Políticas Públicas do Estado de São Paulo.
      "Você conhece algum site que se identifica com os critérios utilizados para classificá-los como produtores de conteúdo pós-verdadeiros que não esteja listado aqui? Existem sites de esquerda e de direita que produzem conteúdo autoral e cujos autores são identificados. Estes, evidentemente, não se encaixam no perfil de produtores anônimos de conteúdo aparentemente jornalístico."

      Abração e ao inteiro dispor

      Dag Vulpi

      Excluir
  12. Leio muito pragmatismo político. Se você respondeu acima ao Marcos Bicalho que este site não é anônimo, porque então ele continua na lista.
    Maurício (Cruz das Almas-BA)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Maurício Lordêlo.

      Eu repliquei o comentário do amigo Marcos Bicalho. Na verdade eu não havia interpretado de forma correta, confundi, no caso da pergunta dele, ANONIMO como se o link não estava levando ao endereço.

      O Pragmatismo Político constava da lista do estudo feito pela associação, portanto, ele teria que constar, assim como todos os demais.

      Abração

      Excluir
  13. A grande maioria prefere terceirizar o próprio raciocínio não se dão ao menor cuidado de examinar o conteúdo e muito menos a sua fonte... já não querem pensar por conta própria , apenas repetem o que lêem ou escutam ... Não tem o menor compromisso com a verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia ROGÉRIO LUÍZ SANTOS.

      Agradeço sua visita e participação.

      É pelos motivos que você cita acima que a conscientização politica da nossa sociedade está tão confusa.

      Abração

      Excluir
  14. A grande maioria prefere terceirizar o próprio raciocínio não se dão ao menor cuidado de examinar o conteúdo e muito menos a sua fonte... já não querem pensar por conta própria , apenas repetem o que lêem ou escutam ... Não tem o menor compromisso com a verdade

    ResponderExcluir
  15. Aonde consigo qualquer link para essa pesquisa?
    Só encontro essa matéria, mas não encontro a pesquisa em lugar nenhum...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Unknown.

      Agradeço sua visita e participação.

      Estarei fazendo uma postagem justificando o porque de a pesquisa não aparecer no endereço da Associação que fez a postagem. A própria Instituição emitiu uma nota de esclarecimento onde fica muito claro o que houve. Peço para que observe que houve um hiato entre a minha postagem, 17/01/2017, quando os dados estavam disponíveis para a data do seu comentário, 09/03/2017. Posso garantir-lhe que, caso tenha havido dolo ou má intensão, é de responsabilidade daqueles que emitiram o estudo ou daqueles que exigiram que os dados fossem retirados do site.

      confira aqui( AEPPSP) a nota de esclarecimento e tire suas próprias conclusões.

      Ao inteiro dispor.

      Dag Vulpi

      Excluir
  16. http://www.boatos.org/politica-2/usp-lista-10-maiores-noticias-falsas.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia dAsIlVa.

      Agradeço sua visita ao meu blog e sua participação.

      Todo esse imbróglio envolvendo a USP, representada por sua Associação AEPPSP o site que você sitou acima e a postagem do meu blog, resultou numa nota de esclarecimento da AEPPSP que pode ser conferida aqui> AEPPSP, observe nos comentários, que derivaram da nota, que você entenderá o que está acontecendo.

      Abração e ao inteiro dispor

      Dag Vulpi

      Excluir
  17. As pessoas pessoas não querem ter o trabalho de pensar, analisar, ai ficam fazendo comentários
    próprios de quem não tem argumento nemquer admitir que está se informando A PARTIR de fofocas.
    Mas é admissível pois ela leem mas não entendem nada.

    ResponderExcluir

Sua visita foi muito importante. Faça um comentário que terei prazaer em responde-lo!

Abração

Dag Vulpi

Sobre o Blog

Este é um blog de ideias e notícias. Mas também de literatura, música, humor, boas histórias, bons personagens, boa comida e alguma memória. Este e um canal democrático e apartidário. Não se fundamenta em viés políticos, sejam direcionados para a Esquerda, Centro ou Direita.

Os conteúdos dos textos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores, e nem sempre traduzem com fidelidade a forma como o autor do blog interpreta aquele tema.

Dag Vulpi

Seja Bem-Vindo

Paulo Freire

Paulo Freire
Para analisar

BLOG MIN

BLOG MIN
Porque todos temos uma opinião, seja construtiva, destrutiva, cientifica, acéfala, perversa, parva, demolidora ou simplesmente uma opinião...

Mensagem do Autor

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Seguir No Facebook