terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Qual a importância dos partidos políticos para o funcionamento de uma democracia?

Dag Vulpi 

Na história recente do Brasil foi escolhido um presidente que, mesmo  antes de ser eleito pelo povo, já era o eleito do seu partido. Claro, estou falando de Lula e sua ligação com o partido que ele ajudou a fundar, o PT. Algumas eleições antes o povo votou na pessoa, num indivíduo, já que aquele não tinha, ou tem, raízes profundas num determinado partido, sua primeira filiação em 1979 foi junto ao partido de direita da época, a ARENA, que por mais sugestivo que possa parecer era nada mais que a Aliança Renovadora Nacional. Ainda em 1979 resolveu mudar de ares e filiou-se ao PDS, em 1986 trocou novamente de partido filiando-se ao PMDB. migrando logo depois para o PRN que era um partido sem peso mas onde conseguiu eleger-se presidente da República. Claro, estou me referindo a Fernando Collor, que fez campanha se proclamando caçador de marajás. Em uma sociedade em que os partidos políticos são meramente rótulos formais para o ajuntamento de caciques políticos, o poder dos grandes grupos econômicos torna-se maior na definição dos negócios públicos e, portanto, no direcionamento do dinheiro dos orçamentos públicos de prefeituras, estados e da União?

No Brasil os partidos políticos são representativos de posições e visões políticas da nossa população?


Marcos Rebello Alguns pontos a ponderar. Quando se diz "sistema político" o que ocorre é um movimento intelectual involuntário que passa a imaginar a maneira como um punhado de interesses interage acima de uma sociedade. E essa sociedade assume erroneamente que esses interesses agem por ela pelo simples conceito de representatividade que o voto a obriga pensar que existe essa correspondência, quando na verdade essa correspondência é mínima.


Já as ideologias, criadas para consumo e disseminadas pela mídia, fazem os indivíduos pensarem que existe uma correspondência substancial, e isso então é traduzido automaticamente em "sistema político". 

Mas se formos fazer um pequeno e rápido estudo do que seja uma polis e de que maneira o individuo atua para ser considerado cidadão, veremos que na realidade o sistema não é polis e nem os indivíduos são permitidos de atuar para serem considerados membros efetivos da polis, daí a miséria. O que temos primariamente então são dois blocos distintos e separados, que pensam na necessidade de uma conexão apenas em épocas de eleições, enquanto os debates ideológicos servem para retirar a pressão e criar a aparência de participação. A isso chamam "sistema político" - ou democracia. 

Na verdade, se analisarmos com mais esmero, o tal "sistema político" é um hiato cuidadosamente mantido separando uma e outra classe de indivíduos para permitir que interesses financeiros perpetuem a sua existência e o seu poder sobre a economia produtiva, sendo que a economia produtiva, para existir, sobreviver e sustentar toda a estrutura necessita da mão de obra trabalhadora que é a maior parte da sociedade. 

Em suma, a classe política necessita da classe trabalhadora para repassar os valores criados à classe financeira, que por sua vez compra a classe política para ludibriar a única classe que produz valores reais para a economia de sustento. Um partido dos trabalhadores então tem que apresentar um pouco mais de resultado positivo para a sociedade a fim de fazer justiça ao título. Só isso.

Partidos políticos então servem para separar o gado fazendo com que se distraiam em discussões fúteis sobre diferentes maneiras de distribuir os valores que a sociedade produz, enquanto esses valores são desviados pela classe política para irem aos impressores de moeda e distribuidores de crédito sem criarem absolutamente nada de valor a não ser fazer circular a moeda cobrando juros por isso. 

Vamos aos fatos, para que isso não pareça um delírio.

O maior banqueiro do mundo, Meyer Amschel de Rothschilds disse: 

“Dê-me o controle do suprimento da moeda de uma nação e não me interessa quem faz as suas leis." 

Outras pérolas:
"Apenas os pequenos segredos precisam ser protegidos. Os grandes são mantidos secretos pela incredulidade do público." Marshal McLuhan

"O objetivo geral da prática política é manter a população constantemente em estado de alarme (e, portanto, clamando por segurança) ameaçando-a com uma série interminável de sustos, todos imaginários." - HL Mencken

"Os olhos dos nossos cidadãos não são suficientemente abertos para a verdadeira causa da nossa angústia. Eles atribuem-lhe tudo, mas a sua verdadeira causa que é o sistema bancário, um sistema que se pudesse fazer o bem em qualquer forma seria tão certo a conduzir abusos ao ponto de ser completamente incompatível com a segurança pública e a prosperidade. O Banco Central é uma instituição de hostilidades mais mortais existentes contra os princípios e a forma de nossa Constituição. "- Thomas Jefferson

"Os poucos que entendem o sistema, serão tão interessados em seus lucros, ou tão dependentes de favores, que não haverá qualquer oposição de qualquer um dessas duas classes." - Rothschild Brothers of London, 1863

"Tenho medo que os cidadãos comuns não gostarão de saber que os bancos podem, e de fato criam e destroem dinheiro, e são eles que controlam o crédito da nação, dirigem a política dos governos e têm na palma de suas mãos o destino do povo "-. R. McKenna, presidente da Midland Bank de Londres

"Cada deputado, cada senador (fora o imbecil) sabe precisamente o que causa a inflação ... mas não pode, não vai apoiar as drásticas reformas para a revogação da Lei de Reserva Federal, pois poderia lhe custar o emprego." - Robert A. Heinlein, Universo Expandido

"Eu nunca vi a quantidade de senadores expressarem tanto descontentamento com seus trabalhos. Eu acho que a principal causa é que, no fundo de nossos corações, temos sido cúmplices em fazer algo terrível e imperdoável ao nosso maravilhoso país. No fundo do nosso coração, sabemos que temos dado aos nossos filhos um legado de falência. Temos defraudado nosso país para que fôssemos eleitos. "- Sen. John Danforth

"Não há maneira mais direta para capturar o controle de uma nação do que através do seu sistema de crédito e dinheiro." - Phillip A. Benson, presidente da American Bankers 'Association, 1939

"A questão que vem se arrastando ao longo dos séculos e que terá de ser resolvida mais cedo ou mais tarde é o povo versus os bancos." - Lord Acton, Lord Chief Justice da Inglaterra de 1875

"Os bancos foram concebidos na iniqüidade e nasceram em pecado. Os banqueiros são os donos da terra. Retire deles a possessão dela, mas deixe-lhes o poder de criar dinheiro, e, com a tinta de uma caneta, eles criarão dinheiro suficiente para comprá-la de volta. Tome este grande poder longe deles e todas as grandes fortunas, como a minha, desaparecerão, porque deveriam desaparecer para então este mundo se tornar melhor e mais feliz para se viver, mas se você quiser continuar a ser escravo dos banqueiros e pagar o custo da sua própria escravidão, então deixem os banqueiros continuar a criar dinheiro e controlar o crédito."- Sir Josiah Stamp, Presidente do Banco da Inglaterra (segundo homem mais rico da Inglaterra). 

Geraldo Silva Jardim O FATO REAL e não a teoria da Democracia é que os Partidos PODEM E SÃO insistentemente dominados (assaltados) por grupelhos que tem o único intuito de tomar o Poder para se perpetuarem e roubarem o erário. De modo que estamos na máxima de que o político profissional é o sujeito que não deu para ser patrão e não deu para ser empregado então ele vai forçar a todo custo ser político! E assaltando os partidos, tem-se $$$, tempo de exposição na mídia e mais importante do que tudo isso: se  elimina a oposição e dá-se A ILUSÃO ao povo de que eles estão escolhendo "democraticamente” suas lideranças. Porem em verdade, eles eliminaram as pessoas decentes antes e sobrou ao povo, ESCOLHER DENTRE OS PIORES INDIVÍDUOS DA SOCIEDADE!

Ralf Rickli Nós temos que aproveitar ao máximo esse fenômeno ATÍPICO da história do partidarismo que foi e em parte ainda é o PT. Apesar de seus pesares, nunca ninguém fez uma fração do que ele tem feito de bom pelo Brasil. Talvez por ser fruto de uma determinada conjuntura histórica que (como todas as outras) nunca se repetirá.
Porém EM PRINCÍPIO partidos são o princípio da falsificação da democracia. A democracia é tão mais verdadeira quanto mais direta, e tão mais direta quanto menos arranjada previamente, isto é: quando se deixa que as leis matemáticas dos grandes números dêem forma à infinidade de vontades diferenciadas que vivem em uma população, sem tentativas de arranjos prévios. O financiamento exclusivamente público de campanha devia ser unido a um sistema de CANDIDATURAS LIVRES, em que pudesse ser candidato qualquer um que conseguisse certo número mínimo de assinaturas em seu apoio.


Geraldo Silva Jardim Sua visão Ralf Rickli é em parte corretíssima. Até melhor é a sua conclusão. Estamos já num momento histórico da humanidade que pode a Democracia evoluir com recursos baixos para uma Democracia FÓRUM PARTICIPATIVA e Digital em cada Capital. De inicio, assuntos importantes para a nação só devem ser decididos com Plebiscito desse jeito. O PT está marcando passo de forma temerária, neste assunto. Deu de costas para seus intelectuais e sua própria militância. Afundou-se na tecnocracia, nos meandros, nos labirintos do Poder até ficar hipnotizado pelo Minotauro do fundo do poço! E de lá não saiu ainda.

Allan Claudio Mello Parece-me que o Marcos Rebello, já "ENXERGOU O INVISIVEL E OUVIU O INAUDIVEL!". Faço minha suas palavras, com uma pequena ponderação. Precisamos renovar o sistema político mundial e somente assim teremos a participação efetiva do povo.

Ralf Rickli Pois é, Geraldo. Eu que empenhei meu apoio ao PT em 1981 ao vê-lo surgir  como novidade única na história da política brasileira, tinha esperança de que ele atuasse justamente no sentido da transição para formas mais avançadas de democracia. Admito que ele tinha tarefas de absoluta urgência quando assumiu: tirar gente da fome vem antes de tudo mais. Mas em seguida tinha que começar a preparar o desmonte da forma presente de  poder que, se casualmente está nas mãos de um grupo mais consciente e ético ainda pode dar resultados positivos (como tem sido o caso), mas uma vez escape das mãos desse grupo torna-se absolutamente desastroso. Acho que o PT tinha que entender o imperativo categórico de Kant e começar a preparar um sistema que funcione sem ele. Ou terá perdido da noção da história e estará achando que não vai envelhecer, não vai passar, não vai ser substituído um dia, apesar de que tudo neste mundo é?

Jorge Rezende De qualquer maneira teria q ter uma representatividade como tem a UDR, CUT, CGT, PIG, FIESP, UNE.

Ralf Rickli Digo que manifestação de vontade política devia ser um direito de cada indivíduo, pessoa física, não das pessoas jurídicas. (Exploro um pouco essa idéia em
http://pluralf.blogspot.com/2008/02/liberdade-de-imprensa-democracia-e_7571.html)

Geraldo Silva Jardim Pois é Ralf Rickli eu também arregacei minhas mangas para poder trabalhar numa evolução deste modelo mas o que vi foi sendo os lideres trocados por malfeitores que vendiam suas consciências por “carguecos” (Cargos públicos tipo Asponaria (assessor de porra nenhuma)) e se banquetearam com o vinho envenenado de um poder desnecessário e fugaz.
A questão é CABAL !!! As lideranças devem retornar numa centralidade e união e as militâncias voltarem a se organizar senão o Estado afundará de vez e com todas as famílias desta Nação.

Jorge Rezende O PT perdeu uma grande chance de ser a RESPOSTA para a última pergunta do Dagmar Vulpi!

Ralf Rickli A questão é que só são revolucionários de fato, na sociedade, os que fizeram antes sua revolução interna. Um bom assunto pra desenvolver mais... mas no meio do expediente não dá, rsrsrs. Quem sabe volte ao assunto mais tarde.

Geraldo Silva Jardim Jamais confiar nas podres instituições constituídas. É exatamente neste ponto que a Democracia ruiu!!! Se monta uma estrutura Jurídica, se coloca meia dúzia de comparsa com um presidente e se domina(com o respaldo da Lei) classes trabalhadoras forçando-as que aceite-os como único representante!!! Portanto, é o mesmo erro da Democracia Representativa: se coloca um Deputado representando 10.000 pessoas ou mais e se corrompe este deputado durante a Legislatura e ele afoga e dissimula as reivindicações de toda uma maioria para satisfazer a ganância de Bancos, Empreiteiras, Multinacionais e Países Sionistas. De modo que pela sua visão curta ou imediatista o Deputado não enxerga que está matando milhões de consciências lá na frente do futuro breve do país!

Ralf Rickli Mas as instituições são podres porque servem a desejos de pessoas - desejos que não passaram por [auto] crítica. Toda podridão vem de dentro, meus caros, sem revolução pessoal nunca haverá revolução coletiva.

Geraldo Silva Jardim Perfeitíssima colocação do Ralf Rickli...Mas pondere que é preciso dar Educação ao povo como necessidade PRIMEVA, para que possa acontecer lá na frente a tomada de consciência geral. PORËM (!!!!) aos que já a possuem: que levem no bico a pequena gota ao grande Oceano que se há de formar uma nova Nação! Não se pode e nem ninguém pode fugir do tanto que cada um pode fazer por este presente e futuro coletivo.

Jorge Rezende Vocês leram 1808? Se leram, irão concordar comigo que essa revolução íntima talvez só na próxima encarnação.

Geraldo Silva Jardim E Educação não é esta que está sendo dada nas Escolas e Universidades Tivemos Sociólogos, Pedagogos brilhantes neste país, que são seguidos em outros mas no nosso NIX!!! Portanto, qualquer mudança interna iria demorar de forma coletiva. Os que mudaram para melhor é que não podem deixar de prestar uma contribuição à Sociedade que parou no tempo...e jamais o Poder constituído trair estas lideranças e lhes puxar um Tribunal do Santo Oficio...Daí...meu caro...só resta ....Primaveras, Revoluções, Barricadas...e tudo mais....KKKKKK: reação coletiva!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua visita foi muito importante. Faça um comentário que terei prazaer em responde-lo!

Abração

Dag Vulpi

Seja Bem-Vindo

Sobre o Blog

Este é um blog de ideias e notícias. Mas também de literatura, música, humor, boas histórias, bons personagens, boa comida e alguma memória. Este e um canal democrático e apartidário. Não se fundamenta em viés políticos, sejam direcionados para a Esquerda, Centro ou Direita.

Os conteúdos dos textos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores, e nem sempre traduzem com fidelidade a forma como o autor do blog interpreta aquele tema.

Dag Vulpi

Paulo Freire

Paulo Freire
Para analisar

BLOG MIN

BLOG MIN
Porque todos temos uma opinião, seja construtiva, destrutiva, cientifica, acéfala, perversa, parva, demolidora ou simplesmente uma opinião...

Mensagem do Autor

Ocorreu um erro neste gadget

Seguir No Facebook