quarta-feira, 5 de novembro de 2014

A falta de coerência prejudica a consistência da atual oposição brasileira


Não é a pretensão de esta postagem desmerecer partido ou militância, mas sim questionar a forma como tem sido conduzida e sua eficiência quanto oposição, visto que há muito, sua participação vem se mostrando ineficaz e imperceptível como influenciadora na condução dos rumos da política nacional. As provas disso não estão somente nos resultados dos últimos quatro pleitos eleitorais para a escolha presidencial, mas também, na condução que o PT tem dado à política administrativa do executivo nacional neste mesmo período. 

Alguns pontos do atual momento político vivido pela oposição no Brasil que considero merecedores de uma atenção especial são:

Enquanto a MILITÂNCIA psdbista, assim que saiu o resultado das urnas, tratou de implantar o “terror” nas redes sociais e nas ruas EXIGINDO:

  • O impeachment da presidenta reeleita;
  • A intervenção norte americana na nosso país;
  • A intervenção militar e;
  • Uma auditoria nas urnas.

O candidato da oposição derrotado nas urnas, mas fortalecido pelo resultado, fez seu pronunciamento oficial:




“Olha, eu não sou golpista, sou filho da democracia. (…) Não acho que exista nenhum fato específico que leve a impeachment. Essas manifestações que se misturam nas manifestações democráticas tem nosso repúdio mais veemente".
 Senador  Aécio Neves


  • Reconhecendo sua derrota;
  • Parabenizando e desejando sucesso à vencedora, e posteriormente;
  • Dizendo ser contrário ao pedido de Impeachment;
  • Dizendo ser contrário à intervenção militar e/ou dos EUA.

O que podemos deduzir é que, diante de tantas contradições entre partido e militância, não existe uma coesão de ideias entre eles, essas incoerências são fatais para a sustentação de qualquer oposição em qualquer lugar do mundo. Imaginemos então aqui no nosso querido Brasil varonil.

6 comentários:

  1. Acho que estás enganado. A meu ver existe uma má interpretacao dos fatos. nao creio que a militancia de partido algum pregue isto que voce relacionou ainda mais tendo seu lider maior reconhecido o pleito como legal. Porém nao devemos desconsiderar que: Existe sim, uma massa " ENORME " descontente com os rumos desta nacao que por se opor a este projeto seja confundido como militantes do partido, isto é o que tenho visto. Deixo bem claro uma afirmacao. Sou socialista PSB mas real. reconheco os avanco conseguidos tanto nos governos do PSDB como do PT e afirmo, a alternancia no poder a meu ver é a unica chance de interrompermos este tipo instabilidade que poderá nos levar a algo bem pior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estou certo de que, apesar do amigo estar morando fora do Brasil, certamente teve acesso às informações de que, tanto nas redes quanto nas ruas, a militância psdbista pregou sim, tudo o que relacionei, não estou enganado, tampouco existe má interpretação , isso é um fato. Se quiser basta buscar nas postagens mais antigas feitas aqui neste grupo que você encontrará as provas para tudo que afirmei. Quanto às ideologias políticas parece que temos algo em comum, não somente sou filiado, como fui 1º secretário da executiva municipal (Vila Velha) do PSB. O amigo Jorge Aragão que também participa deste grupo pode confirmar o que acabo de mencionar. Abraços

      Excluir
  2. Meu nobre Dagmar Vulpi assim como existe pessoas boas em todas as atividades existe também os porras loucas, mas nao acredito que partido algum seja capaz de tal teoria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto ao PSB, conheco muitos pessoalmente outros de vista e mais ainda de ouvir falar, afinal, foram mais de 25 anos de militancia e diante dos atos e posicoes sei reconhecer um companheiro de longe. Abracao.

      Excluir
  3. Concordo plenamente mestre Dagmar Vulpi. Tive o privilégio de ler um comentário sensacional que você fez no Facebook onde comparava militância e partido psdbista à torre de Babel. Parabéns pela imparcialidade e coerência de sempre. Abraços

    ResponderExcluir
  4. Prezados, não só reafirmo o que foi descrito por Dagmar sobre as divergências entre a base e a cúpula do PSDB, para além dos "porra loucas" , como vejo dissonância na condução da direção, é importante ressaltar que a tal alternância de poder proposta pela cúpula do PSDB, mais como estratégia eleitoral, não é prática do partido que segue há 20 anos na direção do Estado de São Paulo. Quanto ao posicionamento golpista da base tucana foi consequência de declaração de representantes da cúpula, como a do senador Aloísio Nunes, quando ao final do processo eleitoral, reproduziu o discurso de Getúlio Vargas, segue o trecho alusivo: " Se ganhou não deixe assumir". Esta confusão criada pelos tucanos e a mídia que serve o partido, ficou sem controle, como o próprio comando.

    ResponderExcluir

Sua visita foi muito importante. Faça um comentário que terei prazaer em responde-lo!

Abração

Dag Vulpi

Seja Bem-Vindo

Sobre o Blog

Este é um blog de ideias e notícias. Mas também de literatura, música, humor, boas histórias, bons personagens, boa comida e alguma memória. Este e um canal democrático e apartidário. Não se fundamenta em viés políticos, sejam direcionados para a Esquerda, Centro ou Direita.

Os conteúdos dos textos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores, e nem sempre traduzem com fidelidade a forma como o autor do blog interpreta aquele tema.

Dag Vulpi

Paulo Freire

Paulo Freire
Para analisar

BLOG MIN

BLOG MIN
Porque todos temos uma opinião, seja construtiva, destrutiva, cientifica, acéfala, perversa, parva, demolidora ou simplesmente uma opinião...

Mensagem do Autor

Ocorreu um erro neste gadget

Seguir No Facebook